Oliver no Brasil (3 anos e 3 meses)

 

IMG_5995

 

Como comentei no meu post anterior, antes das férias no Brasil, eu estava apreensiva. Será que a minha parte na língua portuguesa foi o suficiente? Será que ele vai conseguir se comunicar?

Na primeira semana, ele continuou falando do jeito que ele fala… em alemão. Mas ele começou a perceber que assim ele não tinha sucesso. Um vez no clube as crianças queriam brincar com ele e ele também com elas, mas a comunicação estava faltando. Ele não estava conseguindo se interagir.

Entender não era o problema. Ele sempre entendeu tudo na nossa língua. E, com isso, foi mais fácil para começar a formar frases e isso acontece a partir da segunda semana. Foi aí que eu tive um certo orgulho do meu “trabalho” e vi que sim, eu tinha feito a minha parte. Aquela minha insegurança antes da viagem foi embora. Quando ele não sabia um verbo, ia em alemão mesmo. Agora, depois de 3 ou 4 semanas, ele já está fazendo frases completas. Só ás vezes ele coloca na ordem da gramática alemã. Como por exemplo: “Eu quero com a mamãe brincar” (o verbo vai para o final). Mas isso são ajustes finos e eu falo pra ele repetir a frase correta.

Se eu deveria ter feito mais a respeito do português, eu não sei, mas como disse no texto anterior, fiz o que eu achei correto e fiz com muito amor. Aos poucos ele está interagindo e melhorando o português. E a minha preocupação do texto anterior foi sumindo…

Com meus pais, ele não fala mais alemão e se vira no português. Uma graça. A gente até marcou uma consulta com uma oftalmologista e ele entendeu tudo e só falou em português. Na hora de dizer as figuras que ele estava vendo, nem cogitou falar o alemão. Comigo ele ainda fala em alemão, pois está condicionado assim. Mas, quando voltarmos, pretendo treinar mais com ele, pelo menos para ele não perder o que conquistou até agora.

Para terminar esse texto quero compartilhar algo:

Outro dia chegamos da piscina e meu pai, cansado, foi dar uma deitada. O Oliver ficou triste e disse: “Eu quero meu vovô”. Uma frase simples. Uma frase simples? Será? Pode até ser uma frase bem simples. Mas que, para mim, como mãe e como filha, tem muito mais significado do que parece. Além de ter sido uma frase em português perfeitinha, ela demonstra um carinho pelo meu pai. E isso é impagável. Eles não têm uma convivência grande e perceber que, mesmo assim, existe um elo grande entre esses dois… E não só com o meu pai, mas também com minha mãe.

Agora estou tranquila e vibrando com cada frase dele em português e com cada gesto de carinho com meus pais. 🥰

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s